Resenhas

O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald

25 de abril de 2014

IMG_0743“Luxo, adultério, sofisticação e violência na era do Jazz”. Essa é a chamada da contra capa de O Grande Gatsby, obra clássica de F. Scott Fitzgerald, que virou filme em 2012 e merece estar na sua estante!

Enredo e Personagens

A obra é narrada em primeira pessoa, por Nick Carraway, em meados dos anos 20, pré quebra da bolsa de valores, em um período que ficou conhecido como “loucos anos 20” nos Estados Unidos, época da explosão do Jazz e do surgimento de gangsters. Nick é um jovem que teve uma boa educação, porém ao retornar da Guerra precisa fazer dinheiro, portanto se muda para um chalé em Long Island, o mais próximo de Nova Iorque possível. Ao redor de sua casa moram recentes-ricos em suas mansões exuberantes, e um deles é o famoso Jay Gatsby. Ninguém o conhece pessoalmente – o que gera muitas especulações sobre ele – mas todas as celebridades importantes ou não da época frequentam suas festas homéricas. Gatsby esbanja seu dinheiro em muita música, bebida e farra sem ao menos participar das festas, apenas no papel de espectador.

Certo dia Nick recebe um convite diretamente de Gatsby para comparecer a uma das festas e lisonjeado obviamente ele aceita, nesta festa Gatsby se apresenta à Nick e os dois começam uma amizade. Aos poucos o interesse de Gatsby por Nick nos é revelado. Nick tem uma prima que mora do outro lado da ilha, Daisy Buchanan, esposa do bruto Tom Buchanan, pela qual Gatsby nutre um profundo e misterioso sentimento. Daisy e Tom tem um casamento conturbado, Tom possui um relacionamento fora do casamento e Daisy sabe desconfia disso há algum tempo, na verdade Tom nunca lhe passou muita confiança mas viver em uma mansão luxuosíssima sempre bastou para Daisy.

IMG_0745

A história começa um pouco lenta mas toma forma quando descobrimos mais sobre o passado de Gatsby, sua ascensão a posição de novo rico e seu envolvimento com Daisy, 5 anos antes do presente momento, quando ambos eram jovens e estavam intensamente apaixonados. Infelizmente Jay Gatsby não possuía nada além da roupa do corpo e não poderia oferecer à Daisy o conforto a qual estava tão acostumada, portanto ele decidiu que eles só teriam uma chance quando ele fosse realmente digno de desposa-la. Porém o que percebemos aqui é que Gatsby não deseja Daisy simplesmente pela mulher que ela é, ele a deseja também pelo “sonho impossível” que ela representa.

Ele trilhara um longo caminho até chegar àquele relvado azul e seus sonhos devem ter parecido tão próximos que ele não poderia deixar de alcançá-los. Não sabia que eles já haviam ficado para trás, em algum lugar da vasta obscuridade que se expandia para além da cidade, onde os campos escuros da república se estendiam sob a noite.

Tudo que sabemos da história é contado através de Nick, portanto só sabemos o que ele sabe e o que ele vê. Após conhecer toda a verdadeira história por detrás de Gatsby, o próprio Gatsby lhe faz um pedido, ele quer que Nick lhe arranje um encontro com Daisy, sem que ela saiba. Nick se vê dividido pois conhece Tom e não sabe a reação de Daisy, mas nesse ponto da história sua amizade por Gatsby fala mais alto e ele decide ajuda-lo. A partir de então as coisas começam a ficar cada vez mais complicadas na vida de Daisy, Gatsby, Nick e Tom.

IMG_0807

IMG_0816

O Grande Gatsby é um misto de exageros, exuberância, amores perdidos, ações mal pensadas e destrutivas. Em um período onde tudo era permissivo e descontrolado, Gatsby era apenas mais um homem cego em busca do seu “sonho americano”. Frustrado, obcecado e extremista.

Minhas impressões

O Grande Gatsby conta uma história sobre as escolhas que fazemos e suas consequências, e acima de tudo, sobre os sonhos que viram obsessão. Desde o momento em que coloquei meus olhos nessa obra me senti em uma época completamente diferente da nossa, cheia de glamour e exuberância, onde tudo parece possível.

Gatsby era um homem obstinado, determinado a alcançar o amor de Daisy a qualquer custo. Daisy, na minha opinião, era apenas mais uma iludida com dinheiro e poder, seja de Gatsby ou de seu marido Tom, o que me fez sentir mais “pena” de Gatsby (mas muito entre aspas, ok). Suas atitudes eram completamente contraditórias, dizer que ela era indecisa é pouco. Gatsby por outro lado, calculou cada passo de sua vida a fim de se aproximar de Daisy, seu maior objetivo. O único amigo que fez em sua vida, por conta das circunstâncias, foi Nick, que foi lhe fiel até o fim.

IMG_0839

IMG_0794

simbolismo é muito presente neste livro, em vários momentos conseguimos “pescar” uma coisa aqui e ali, detalhes sobre a personalidade de cada um e o motivo de suas extravagâncias. Algumas sutilezas como o outdoor do oculista, em frente a oficina, com a imagem de dois grandes olhos com óculos observando a todos. A luz verde vinda do farol na mansão de Daisy que chegava até a casa de Gatsby como uma representação da esperança de Gatsby. Todos esses pequenos detalhes fizeram desta obra um clássico muito aclamado e digno de nossa atenção. Recomendo muito O Grande Gatsby pois é um clássico de fácil leitura e entendimento, com uma excelente escrita e desenvolvimento.

Minha edição é da Geração Editorial, é capa dura e possui a jacket com capa do filme. Possui também uma apresentação muito útil e bem escrita pelo Ruy Castro e em seu centro fotos de Fitzgerald e sua esposa, assim como fotos das 3 adaptações cinematográficas. Esse edição vale muito a pena!

As adaptações cinematográficas

IMG_0857

IMG_0872

IMG_0878

Não assisti a adaptação de 1949 (com Alan Ladd e Betty Field) nem a de 1974 (com Robert Redford e Mia Farrow), mas assisti a de 2012 (com Leonardo DiCaprio e Carey Mulligan) portanto é dessa que pretendo falar.

Sei que muitas pessoas não gostaram desse filme por conta dos exageros de Baz Luhrmann (mesmo diretor de Romeu + Julieta e Moulin Rouge – Amor em vermelho, dois filmes que AMO) mas preciso confessar pra vocês que AMEI O Grande Gatsby! Não achei que os exageros das festas e do glamour atrapalharam em nada a minha percepção da obra, poderia até dizer que ajudaram a enfatizar a grandiosidade (mesmo de forma exagerada) dos anos dourados e da pessoa de Gatsby. Adorei praticamente todos os personagens e em especial, óbvio, Jay Gatsby. Meu amor por Gatsby. Esse papel  caiu como uma luva para o DiCaprio. No mais, o filme segue a risca o ritmo e atmosfera do livro, fiquei encantada!

A trilha sonora é maravilhosa! Ouçam um pouquinho abaixo, e quem não viu o filme ainda, assista ao trailer!

https://www.youtube.com/watch?v=fSPOCVjla_4&feature=player_embedded

Editora: Geração Editorial
ISBN: 9788581301723
Gênero: Romance | Clássico
Páginas: 204
Adicione: Skoob
Minha avaliação: ★★★★

já viu os relacionados?

Deixe seu comentário

Comente com o WordPress

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Izabelle Mattos outubro 27, 2015

    Oi, Juliana.
    Li o livro na faculdade há milhões de anos atrás. Você diz que ele tem traços Simbolistas, mas ele é do Modernismo, certo??

    • Juliana Cirqueira outubro 27, 2015

      Oi Izabelle!
      Sim, mas o que eu disse é que “o simbolismo” é muito presente no sentido de o livro conter vários “símbolos”, coisas ocultas na leitura, coisas que representam outras, etc. Não que ele seja do Simbolismo, entendeu? 🙂

  • […] Escolhi a Daisy, porque ela é uma das personagens mais controversas e confusas da história da literatura e ainda assim, uma personagem marcante e inesquecível. Adoro O Grande Gatsby e acho a Daisy uma personagem intrigante, ela nos confunde o tempo todo em relação aos seus sentimentos, muitas vezes temos impressão de que ela quer assumi-los a todo custo, mas em outras ela simplesmente não parece saber exatamente o que quer, ou está dividida entre a razão e o coração. É o melhor exemplo de personagem feminina frágil e indecisa. + Leia mais sobre O Grande Gatsby. […]

  • Alessandra Tapias fevereiro 18, 2015

    Olá!!

    Sua resenha tá ótima!! Tá tão linda que foi plagiada.

    http://www.dududislima.com/2015/01/resenha-livro-o-grande-gatsby-de-f.html

  • Patricia Barboza junho 19, 2014

    Terei q ler esse livro para o curso de Inglês no próximo semestre! Espero q eu goste 🙂

    • Juliana dezembro 28, 2014

      Oi Patricia,
      E ai, o que achou do livro? 🙂

  • […] Minhas impressões: O Grande Gatsby já teve outras adaptações, mas sinceramente, não vejo como podem ser melhores que essa (minha opinião, ok?). Esse eu li antes de assistir e posso garantir pra vocês: ficou super coerente com o livro. As atuações foram maravilhosas, DiCaprio um lindo como sempre! Falei mais do livro e filme nessa resenha: aqui. […]

  • Fernanda Bizerra maio 1, 2014

    Oiee.

    Nossa amei a capa do livro. Eu não o conhecia, mas confesso
    que já quero muito ler.
    Vou me informar mais sobre ele e quem sabe não será uma de minhas próximas leituras.

    Beijos Fê :*
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    • Juliana maio 2, 2014

      Oi Fernanda! Recomendo muito a leitura, o livro é realmente um clássico que merece ser lido!
      Se ler depois vem me contar o que achou! 🙂
      Beijão.

  • Marilia abril 27, 2014

    Juuuuuuuu!
    Olha eu aqui de novo outra vez! Hehehehehe…

    Eu adorei sua resenha e me animei em ler também o livro… Ganhei de presente de aniversário no ano passado e… bom, você já sabe da minha história/quantidade de livros não lidos né?! Quem sabe eu pegue no mês que vem… Enfim! Quando eu ler, volto aqui pra gente trocar mais figurinhas =)
    E gente, que caneca linda hein?! O blog está dando show! Meus parabéns!

    Super beijo,

    Marília.

    • Juliana abril 27, 2014

      Oi Marília!
      Eu também ganhei esse de niver ano passado, em setembro. Quando foi/é seu niver?
      Acho que você vai gostar de ler esse, mesmo que seja só pela satisfação de adicionar mais um clássico a sua lista, rs. 🙂
      Ahhhhhhhhhh obrigada! Fico sem graça hehehehe. Mas obrigada mesmo, <3
      Beijão.

  • Anna Schermak abril 27, 2014

    Já disse isso no grupo, mas repito aqui. EU AMO GATSBY, indico o livro até para os cachorros da rua. Um amigo meu veio aqui sábado passado e eu já dei o livro pra ele levar e ler. Eu acho a história fantástica, ela retrata tão bem o clima Jazz da época que eu me sinto apaixonada e cada página que eu viro.

    O filme de 2012 é o meu preferido. Di Caprio divo está em um dos seus melhores papéis e conquista com seu jeito apaixonado maluco.

    O mais legal é que o livro retrata muito bem hoje em dia também, com tanta solidão e tristeza…
    (essa frase ficou meio depressiva, mas né?)

    • Juliana abril 27, 2014

      Anna linda! Bom te ver por aqui <3
      Concordo contigo! Adoreeeei o clima de jazz, e até mesmo a melancolia e solidão desse povo rico, rodeado de gente e ainda assim, solitário. Em especial Gatsby, RICO RICO RICO e infeliz. Aiai, dózinha do DiCaprio #vemkvemk <3
      Amei o filme, me senti literalmente dentro do livro! Sei que tem gente que não gostou né, mas… fazer o que!
      Sou egoista, é bom que sobra mais DiCaprio lindo maluco apaixonado pra mim! hehe <33

  • Raquel Moritz abril 27, 2014

    Aí Juju, arrasou na resenha. Bom, esse livro é espetacular, é uma de minhas histórias favoritas e fiquei mega feliz de encontrar essa edição aí que nem a sua <3 Simplesmente maravilhosa, né? Acho que as editoras podiam investir em coisas assim, de capa dura com jacket do filme ao invés de zoar a edição toda com a capa do filme…

    Adorei o que você falou sobre o simbolismo presente na história. Tem muito disso mesmo, e também algumas coisas no diálogo.

    Particularmente, sou fã do final do livro. É triste, mas é realista, dramático e reflete muito da visão do autor. Aiai <3

    Beijoca pra você!

    • Juliana abril 27, 2014

      Nossa, concordo com toda a sua fala! AMEI essa edição, e amei o fato de TER a capa do livro, porém NA jacket!
      Só assim satisfaz o povo todo e não caga a capa bonitinha da hardcover. <3 Aprendam, editoras!
      Tem mesmo! Eu ainda falei pouco, só pra não passar em branco, porque tem MUITA coisa mesmo, e olha que eu nem sou tão boa assim em captar essas coisas não, hahahaha. Mas como eu já escrevi DEMAIS aqui tentei passar por esse detalhe rapidamente.
      Na introdução do Ruy, ele fala um pouco sobre isso de o autor ser um pouco Gatsby e vice versa, achei o máximo!
      Parece ser algo que refletia mesmo a sociedade daquela década e o próprio autor. Mas mesmo achando o final "justo", não deixo de sofrer pelo Jayzinho lindo-maluco-apaixonado. <3

  • Monique abril 27, 2014

    Li depois de ver o filme (o de 2012) – também AMEI a adaptação! E, quando li, achei ela bem fiel ao romance. Essa edição da Geração parece muito caprichada mesmo; a minha é da LeYa, com a capa verde linda, um dos meus livros preferidos da estante – esteticamente falando. Acho o livro um romance bem light, uma leitura rápida e leve… nada arrebatador, mas ainda assim muito bom 😉

    • Juliana abril 27, 2014

      Monique, fiquei feliz de saber que você também AMOU a adaptação, haha. <3
      Concordo com você quando diz ser uma leitura rápida e leve, de fato, não achei arrebatador nesse sentido, não me fez chorar ou me emocionar tanto quanto outros, mas como você disse, ainda assim muito bom. 🙂
      Obrigada pela visita e comentário!
      Beijão. <3

  • Daniela Farias abril 26, 2014

    Eu não assisti aos filmes apesar da curiosidade em vê-los. Parece ser bastante interessante a história, porém não chega em filmes com o Leonardo DiCaprio 😡
    Eu adorei essa edição do livro, é belíssima!
    Gostei muito da resenha Ju!
    Beijocas! <3

    • Juliana abril 26, 2014

      Oi Dani! Eu amei esse filme de 2013 e em especial por conta do DiCaprio, confesso ;x
      Essa edição é perfeita, acho que é a mais linda que já vi desse livro, hehe.
      Obrigada Daninha, que bom que gostou! 🙂
      Beijão.

  • Renata abril 26, 2014

    Oi Ju, senta… que meu comentário vai ser longo kkkkkkk
    Vi muita “badalação” em torno desse filme do Dicaprio, eu não gosto dele (desde sempre) então não sei se curtiria o filme…quando eu não gosto do ator não dá! Mas pretendo ver, um dia, quem sabe!
    Eu gosto muito dessa época, looks e cabelos nota 1000. Aliás adoro quase toda e qualquer reconstituição de época, porque a gente vê um cuidado nos detalhes de cenários e figurinos que me deixam louca pensando em como tudo foi cuidadosamente planejado para contar aquela história. Ponto para fotografia e direção de arte! Amo! Pelo menos eu acho isso muito legal. Acho que seria muito legal assistir as outras versões e fazer uma comparação…
    Sobre o livro, está na lista, mas mais pra frente, pois não estou dando conta de tudo que QUERO e /ou PRECISO ler. Não sei se você se sente assim, tem certos livros que sinto que preciso muito ler. Quase desesperadamente ahahahaha. Enfim….
    Quando você falou do simbolismo, fiquei pensando “é a cara da Ju, formada em Letras” kkkkk. Sempre curto isso nas histórias, as “pequenas sutilezas” que um leitor mais atento consegue identificar. Eu adoro, mas confesso que sou mais “lenta” então sempre que posso acabo relendo a obra para de repente ver alguma coisa que não consegui ver antes. Gostei muito da introdução da sua resenha, pois é sempre bom entender o contexto histórico, cultural e social da época em que se passa aquela história para podermos absorver por completo (lembro muito de uma professora de literatura que sempre frisava isso para os alunos).
    Bom, é isso, falei para caramba kkkkk, mas foi porque realmente curti ♥
    bjs

    • Juliana abril 26, 2014

      Aiaiaiai, você me deixa boba com comentários grandões assim.
      Primeiramente: OBRIGADA! Que bom que curtiu o post. 🙂

      E bom, eu ADORO o DiCaprio desde Diário de um Adolescente, Romeu + Julieta, aiai <3
      Então sempre vejo tudo que ele faz, e (quase) sempre adoro, hehe. Mas vamos falar do livro...
      Esse livro é um desses - must have - dos leitores, afinal, é um clássico e super bem criticado! Isso foi o que me chamou atenção em primeiro lugar. Minha lista de livros está exatamente como a sua, tá até difícil adicionar mais coisas, hahaha. Acho super importante contextualizar, aliás... acho até que nada faz sentido se não inserirmos contexto (em tudo), rs. Em especial quando falamos sobre livros, e clássicos da literatura, geralmente escritos em uma época - e circunstâncias - totalmente diferentes da nossa. Bom, é isso! Que bom que gostou, mesmo. *-*

      Beijo grande! <3

  • Aninha Salli abril 26, 2014

    Amiga, como sempre a resenha ficou ótima e as fotos estão cada vez mais espetacular! Estou apaixonada por tudooooo! Seu trabalho e dedicação merecem ser muito valorizados! Parabéns viu?!

    Beeeeeeijo ;***

    • Juliana abril 26, 2014

      Hahahaha ai, amiga! Obrigada! ❤️
      Você faz parte dos primeiros incentivadores né? Obrigada pelo apoio.
      Que bom que tem gostado, qualquer sugestão sou toda ouvidos hein?
      Beijão. Saudade!

  • Ana Fidelis abril 26, 2014

    Oi Ju, tudo bem?
    Nossa amei o livro, as imagens, isso sim é um livro de luxo rsrs. Mas tem uma coisa que preciso dizer quero essa xícara do Nuvem Literária, e pelo amor esse marcado de página eu quero é muito lindo.
    Te adoro e sempre que dá tempo passo aqui para conferir suas resenhas e como sempre tenho que dizer você é uma fofa, super educada e atenciosa. Beijo grande.

    • Juliana abril 26, 2014

      Oi Anaaaa! Ai que gracinha, obrigada! ❤️
      Acho que irei disponibilizar a xícara para venda em breve! 🙂
      Seu endereço já está aqui anotadinho para o envio do marcador, hihi.
      Obrigada pela visita e carinho.
      Beijos!

      • Ana Fidelis abril 26, 2014

        Ai Ju você é muito querida e assim que as xícaras ficarem disponível para compra com toda certeza irei comprar. Beijos

  • Ana Elisa abril 26, 2014

    Oi J 🙂 Adorei o post, super caprichado… Ótimo, pra quem assim como eu, não conhecia bem a estória. Sempre tive muita curiosidade à respeito de “O Grande Gatsby”… Tenho vontade de assistir ao filme,
    mas quando vi essa linda edição que você tem, me apaixonei pelo livro, com certeza vou comprar,
    além da estória ser boa, o livro é lindo… Gosto muito de estórias que me remetem a outras épocas, adoro Agatha Christie por isso.

    P.S: Quando sua caneca e esse lindo marcador estiverem disponíveis para comprar, vou ser uma das primeiras. São muito fofos meu Deus !

    • Juliana abril 26, 2014

      Oi Ana Elisa! Que bom que gostou! 🙂
      O livro é fantástico, eu recomendo muito a leitura antes de assistir ao filme! Se puder faça isso. E depois me conte o que achou, claro! hehe.

      Sobre a caneca, estou trabalhando nisso, rs. Quem sabe não fica disponível em breve?
      O marcador posso te enviar! Manda seu endereço pro e-mail do Nuvem.
      contato@nuvemliteraria.com

      Beijos! <3

  • Elizabeth abril 26, 2014

    Amei! Que livro lindo! Eu acabei de ler o meu, em inglês, uma versão de bolso. Assisti o filme ano passado e fiquei muito curiosa para ler. Fitzgerald é incrível! Ele tbm escreveu O curioso caso de Benjamin Button, o qual eu pretendo ler ainda esse ano 😉

    • Juliana abril 26, 2014

      Oi Elizabeth!
      Eu sabia que o Fitzgerald havia escrito O Curioso Caso de Benjamin Button mas nunca li esse, apesar de achar a história fantástica e ter gostado muito do filme. Pretendo ler um dia. 🙂
      Obrigada pela visita!
      Beijão. <3

  • Maiara Vieira abril 26, 2014

    Oi Ju!
    O que falar desse livro heim? Li ele esse ano e se tornou simplesmente um dos favoritos da minha vida. Eu me apaixonei de cara pelo Gatsby quando estava lendo, o amor que ele tinha pela Daisy é muito bonito, ele é sem dúvida meu personagem favorito do livro. Já a Daisy, ai que raiva senti dessa personagem sonsa!
    Tenho essa mesma edição da editora Geração e é realmente uma edição lindíssima!
    Também assisti ao filme de 2012 e eu gostei apesar dos exageros! Concordo com você que o DiCaprio casou como uma luva para o personagem! A interpretação dele está ótima!

    Beijão :*

    http://justonemomentt.blogspot.com.br/

    • Juliana abril 26, 2014

      Maiaraaaa! Oi <3
      Eu também tive essa sensação pelo Gatsby, simpatizei de cara. *-*
      Nossa, o DiCaprio é perfeito pra esse tipo de papel, adoro ele (pra não dizer que MORRO de amores né?)! haha <33
      Tenho vontade de comprar o filme e assistir mais vezes só por causa dele, rs.
      Obrigada pela visita e comentário.
      Beijos! <3

  • Kellen abril 25, 2014

    Oi Juliana!
    Me apaixonei por esta edição, que linda! Adorei sua resenha e fiquei curiosa pra ler o livro.
    Beijos=)

    • Juliana abril 26, 2014

      Essa edição é uma graça mesmo! Super completinha <3
      Obrigada! Leia e me conte, haha. 😀
      Beijão, Kellen.

  • Camila Lacerda abril 25, 2014

    Eu tenho muita vontade de ler esse… me falaram que é ótimo e sua resenha ficou muito boa 🙂

    • Juliana abril 25, 2014

      Camila, leia o livro e só depois assista ao filme, você vai amar! É um livro sobre extravagâncias e gente rica, mas a história é muito envolvente e contada de forma delicada, e ao final nos deixa meio perplexos, pensando na vida rs. É muito bom, eu recomendo! 🙂
      Beijão!