Resenhas

OUTRA VOLTA DO PARAFUSO, DE HENRY JAMES

23 de outubro de 2015

OutraVolta-6

Muitos mistérios rondam o mundo real e o mundo fictício. Dizem que a ficção é um retrato mais criativo da realidade. Cada um crê no que quer e no que não quer. Esta resenha é sobre uma história intrigante e peculiar. Oh, sim, pode acreditar.

OutraVolta-7

Henry James escreveu uma história que atravessou o tempo. Outra Volta do Parafuso apresenta Bly, uma grande casa localizada em Essex, próxima a Londres. É nessa propriedade revigorante e bela, tão bela, que uma jovem preceptora se instala para cuidar de duas adoráveis crianças, Miles e Flora, cujos pais faleceram. Elas passaram a viver com um tio e é esse tio que contrata os serviços da jovem preceptora, também narradora da história. Muito ausente, esse tio rico exige que ela jamais o incomode, não quer saber de problemas referentes às crianças. A preceptora de Miles e Flora se afeiçoa a eles quase de imediato. Ela aprecia e muito a propriedade de Bly e acaba fazendo amizade com Mrs. Grose, uma das criadas da casa. Em seu novo ofício, a jovem preceptora sente-se satisfeita até que seu novo emprego a coloca diante de situações com as quais ela jamais pensou contar. Miles e Flora, tão graciosos como anjos, guardam um segredo. Um segredo que envolve pessoas do passado. Pessoas que não podem ser vistas por qualquer um, pois não pertencem mais ao mundo terreno.

OutraVolta-4

A narrativa de Henry James é envolvente. Rica em detalhes, principalmente quanto à psique das personagens.  O autor conseguiu um grande feito e marco em sua carreira com a história de Miles e Flora. Mas falar somente isso sobre tal livro é muito pouco, quase nada. Existem diversas histórias sobre fantasmas e espíritos. Outra Volta do Parafuso surgiu em uma época em que já havia outras histórias de horror, mas Henry James conseguiu criar uma história diferente de tudo o que já havia sido publicado do mesmo gênero naquele tempo. Seus fantasmas não são comuns. Miles e Flora não são crianças como as demais. 

OutraVolta-3

Os acontecimentos na propriedade de Bly são contados pelos olhos da jovem preceptora. Através dela é que o leitor tem o vislumbre da temática de horror que se desenvolve em todo o livro.

Houve um momento em que julguei reconhecer, fraco e distante, um grito de criança; outro em que estremeci, quase conscientemente, ante o que me pareceu um ruído de passos leves atrás da porta. Mas tais imaginações não eram bastante nítidas para que eu não pudesse afastá-las – e foi somente à luz, ou, talvez o dissesse melhor, somente devido à obscuridade dos acontecimentos subsequentes, que isso agora me acudiu à memória.

OutraVolta-5

Miles e Flora são personagens que surpreendem. Ao mesmo tempo em que se mostram simpáticos e mal-compreendidos são responsáveis por instaurarem o medo no livro. São eles que estão a par da existência dos fantasmas que assombram Bly e são eles que conseguem enxergar além do que normalmente se vê.

A coisa mais impossível de esquecer era a ideia cruel de que, por mais que eu houvesse visto, Miles e Flora viam mais: coisas terríveis e impenetráveis que surgiam de momentos terríveis de sua vida passada, vivida em comum. Tais coisas deixavam, naturalmente, na atmosfera, durante alguns momentos, um arrepio que nós, palradores e cuidosos, negávamos sentir (…).

OutraVolta-2

Cada capítulo do livro parece nos aproximar de algo terrível que está para acontecer. Todas as personagens nos levam a caminhos tortuosos, mas são os dois espíritos que perambulam pela propriedade Bly que desencadeiam uma série de acontecimentos sobrenaturais e perturbadores. Além de poderem ser vistos conseguem interferir no mundo material e dessa forma tiram a tranquilidade de todos.

(…) Querido Miles – prossegui, mesmo sob o risco de ir demasiado longe -, quero apenas que você me ajude a salvá-lo!

Imediatamente, porém, percebi que tinha ido longe demais. A resposta ao meu apelo foi instantânea, mas veio sob a forma de violenta rajada de vento, de uma golfada de ar gelado que sacudiu todo o quarto, como se, ante o rude arremesso do vendaval, as janelas estalassem nos gonzos. (…) lançando um olhar em torno, vi que as cortinas continuavam imóveis e a janela fechada.

OutraVolta-1

Outra Volta do Parafuso é uma obra inesquecível. Nos remete a um mundo que é ignorado por muitos. Um mundo que existe, mas que só ganha força se alguém acredita nele. Henry James permite que qualquer leitor use sua imaginação para dar muito ou pouca ênfase aos fatos narrados pela preceptora de Miles e Flora. Essa é uma leitura indispensável aos amantes do gênero horror. Trata-se de um clássico que não pode ser comparado. Existem muitas histórias de terror espalhadas por velhas e novas estantes, que estão guardadas em gavetas ou caixas. Umas impressionam, como é o caso desta, e outras, nem tanto. Não dá para esquecer o envolvimento de duas crianças lindas que atendem aos chamados de dois espíritos na calada de uma noite fria. Não há como não se lembrar de Bly e dos ventos que sopravam furiosamente dentro do casarão, mesmo estando tudo devidamente trancado. É ler para crer.

OutraVolta-8

Editora: Abril
IBSN:  9788579710223
Gênero: Horror / Sobrenatural
Páginas: 192
Adicione: Skoob
Minha avaliação:★★★★★

já viu os relacionados?

Deixe seu comentário

Comente com o WordPress

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Lívia Santana outubro 25, 2015

    Amei a resenha! Já faz um tempo que queria ler este livro, depois dessa resenha, quero para hoje! Eu fiquei com aquele gostinho de quero mais lendo o que você escreveu. Realmente não me lembrava de que se tratava do gênero terror. Agora com certeza o lerei pois estou querendo me aprofundar neste gênero.

    • Raonny Bryan Metzker outubro 27, 2015

      Olá Lívia! Tudo bem?? Espero que sim! Ahhh, que bom!!! Fico feliz que queira ler o livro! Eu o adoro e acredito que você possa ter uma ótima experiência ao lê-lo também! Boa leitura! ♥

  • Your email address will not be published. Required fields are marked *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>