Bem estar Livros

Como você lê tanto? | Um papo realista

21 de fevereiro de 2019

Oi pessoal! Quanto tempo, hein? Esse é o primeiro post de 2019 aqui no blog e eu já quero pedir desculpas pela ausência! Vamos tentar consertar isso nos próximos meses, certo? Certo! ❤️
O post de hoje é sobre algo que vocês sempre me perguntam e que eu também vejo a galera perguntando muito para blogueiras, instagrammers e booktubers por aí… Como você lê tanto?

Entretanto, essa questão vai muito além de simples respostas como “Durma menos, carregue o livro na bolsa” ou coisas parecidas; acho que está mais ligado a questão: Por que você se incomoda tanto com isso? Já se fez essa pergunta?

Não que você não deva almejar ler mais, você deve, isso é saudável e mostra que você se interessa pela leitura, por conhecer outros livros e autores. O problema está nos motivos para esse desejo. Já vi pessoas querendo ler mais apenas para dizer que leu X livros no ano, que leu mais que fulano ou ciclano, e por aí vai. Esses são motivos fúteis que não vão acrescentar nada a ninguém. Daqui a 10 anos você não vai se lembrar disso, o que você vai lembrar são as histórias que verdadeiramente te marcaram, os autores pelos quais se apaixonou e as lições que aprendeu com os livros.

Não se preocupe se o booktuber que você admira leu 5, 10 ou 15 livros no mês e você apenas 2. Eu sei que as vezes a gente se compara e fica frustrado achando que o problema é com a gente, mas aqui vai um conselho meu se quiser aceitar: se compare consigo mesmo. Nunca se compare com os outros, as pessoas tem vidas completamente diferentes, outros hábitos, rotinas e ritmos de leitura; e tudo isso influencia.

Fique feliz com as leituras que você realizou, e se deseja ler mais por genuíno interesse, se dedique um pouquinho mais no mês seguinte. Trace metas de leitura, se desafie. Deixe o celular ou a série da Netflix de lado, encontre brechas no seu dia a dia e leia todo dia um pouquinho mais.

Mas lembre-se de sempre respeitar o seu próprio ritmo (com tudo na vida né?) e suas próprias vontades, porque tudo tem a sua hora, e sem esse equilíbrio a leitura vira uma obrigação sem sentido, quando na verdade é pra ser um momento seu, de sintonia consigo mesmo, e de lazer. Aproveite as suas leituras sem amarras, a literatura não tolera pressão ou preconceitos. ✌🏻

já viu os relacionados?

Deixe seu comentário

Comente com o WordPress

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Amalia Teixeira outubro 1, 2019

    Adorei! Estou amando as postagens aqui no blog <3

  • Rayane Barbosa junho 7, 2019

    Oi Ju!!!! Me sinto honrada em te conhecer mesmo que seja a distância! Tenho encontrado muita inspiração em você! Agradeço a Deus por você ter se tornado essa pessoa não presente nos meus dias como referência! Muito obrigada pelo texto inspirador! Bjs

  • Joana maio 10, 2019

    Muito bom seu texto e mto verdadeiro. No meu caso, como não “divulgo” a quantidade de livros que leio, não entro nessa competição rs Mas tenho muita ansiedade com isso, pq tenho pouco tempo e muita coisa que gostaria de ler. Essa é minha maior angústia. Atualmente a dica que mais sigo é uma que vc falou em um vídeo, deixo o celular bem longe pq parece um imã e a gente fica querendo olhar o tempo todo.

  • Aqui eu também aprendo muito!

    isaias

  • Raisa - Letra e Café março 30, 2019

    Adorei o post! A questão é que a leitura precisa ser um compromisso. É preciso escolher dedicar nosso tempo para as coisas mais importantes, e pra isso temos que abrir mãos de outras. E claro que temos que entender nossas limitações e respeitar nosso próprio ritmo, como você bem colocou. Um abraço!

  • Larissa Vitoria de Carvalho março 25, 2019

    Você é maravilhosa!!! Sempre entro aqui no blog, apesar de te acompanhar no youtube e no instagram. Esse post é maravilhoso, porque muitas pessoas usam como parâmetro não só para leitura, como ´para outras áreas da vida, outra pessoa, e isso é injusto, porque como bem citado, somos diferentes, temos rotinas diferentes, logo cada um devida ter como parâmetro si mesmo, suas limitações e seus desejos. Beijos.

  • Carlos Alberto Santana março 12, 2019

    Bem isso mesmo. Exatamente o que penso.

  • Talyta fevereiro 28, 2019

    Concordo plenamente com o seu ponto de vista. Inúmeras vezes já me forcei em ler por quantidade e não por qualidade. Hoje percebo que foi em vão (não o conhecimento), mas prezo pela qualidade e o prazer na história.

  • Ricardo Moreira fevereiro 23, 2019

    Percebe-se, a olhos vistos que, quem lê, escreve bem. E neste mundo atribulado saber se defender sempre é muito bom..lindas as tuas mensagens. Parabéns por.essa luta heróica e instigante aos jovens. Abraço fraterno.

  • Lugar Literario fevereiro 22, 2019

    Esse post foi super necessário!! A gente tem que aceitar o nosso próprio ritmo e parar de se comparar com as outras pessoas, até pq a gente não conhece a realidade delas ne?

    • Ju Cirqueira fevereiro 25, 2019

      Que bom que gostou! A gente tem que parar de se comparar com os outros em várias áreas da vida.

  • Stefany fevereiro 22, 2019

    Aiiiiin amei esse post! Precisamos mesmo parar de nos comparar a outras pessoas, nós sentimos pra baixo quando fazemos isso… Enfim foi maravilhoso ler esse post! 😍😍

  • Pamela Bispo fevereiro 21, 2019

    Sempre amei a leitura e no ano passado por conta do inicio da faculdade eu li “pouco”, eu acompanhava as Booktubers e pensava não ser digna de me intitular leitora por não ler nem metade. Esse ano fiz diferente meio que sem querer. Resolvi arrumar tempo pra mim, pra esse momento, e me comparar com a mesma época um ano atrás, e isso me traz muita felicidade. Seu estilo de booktuber inspira muito, por dizer abertamente que sua média é 5/6 livros, e que tudo bem, já é maravilhoso. Muito obrigado!!!

    • Ju Cirqueira fevereiro 25, 2019

      Tá vendo só? É por isso que eu acho tão importante falar sobre esses assuntos por aqui! As pessoas não podem se sentir mais ou menos leitores apenas considerando a quantidade de leituras. Esse é o tipo de preconceito que temos que combater mesmo, através do diálogo. Eu amo o meu ritmo de leitura e sempre fico muito feliz com os livros que leio no mês (inclusive com a quantidade), mas isso foi algo que também tive que “trabalhar” em mim, de não me comparar com outras pessoas, etc. Mas quando você se conhece bem e se aceita como é (com sua vida, rotina, etc), fica mais fácil entender que cada pessoa é única portanto cada um vai viver e fazer as coisas do seu jeito. E tudo bem desde que você esteja bem <3

  • Flávia Werneck fevereiro 21, 2019

    Adorei o post!
    Os motivos para que uma pessoa leia mais ou menos, são bastante variados…
    E quanto a essa questão de que o importante é a lição que fica, eu não poderia concordar mais… Em 2018 consegui ler mais de 100 livros, e mesmo lendo tanto percebi que os que marcam são poucos. Alguns representam “apenas” entretenimento, outros acabam não fazendo o nosso estilo, e existem aqueles especiais que nos tocam, e permanecem na nossa mente e no nosso coração depois de meses e anos que a leitura foi feita. Cada livro é único, e cada leitor também. 🙂

    • Ju Cirqueira fevereiro 25, 2019

      Oi Flávia! Exatamente, falou tudo, rs. E eu fico super feliz quando vejo alguém que leu tanto em 1 ano como você, queria que mais pessoas seguissem o seu exemplo! Mas no fim, se cada um se dedicar para ao menos fazer da leitura um hábito constante, nem que seja lendo 10/20 páginas por dia, já seria ótimo né? O importante é não deixar de ler! E realmente não são todas as histórias que nos marcam, mas a experimentação é muito necessária, só assim a gente vai encontrar as histórias que vão ficar com a gente pra sempre. <3

  • Laryssa Alves fevereiro 21, 2019

    Amei muito o post, Ju! ❤️ Já me cobrei muito por achar que não lia o suficiente, porque me comparava com o ritmo voraz de leitura de outras pessoas e realmente acabamos transformando algo prazeroso em uma obrigação e o resultado é o desinteresse em ler. Hoje sigo meu ritmo e a leitura virou minha terapia.

    • Ju Cirqueira fevereiro 25, 2019

      Que bom que gostou, Laryssa! E obrigada por tirar um tempinho pra comentar!
      Você faz bem em seguir seu ritmo, seu tempo e sua vontade. É isso aí! <3

  • Gustavo Freitas fevereiro 21, 2019

    Nossa Ju amei ,eu sendo um booktuber sempre vejo os outros lendo mais,e sempre quero seguir, mas agora vou aceitar meu título até porque como você falou, não adianta nada eu lê 15 livros e não levar nenhum para a vida.
    Beijos.

    • Ju Cirqueira fevereiro 25, 2019

      Exatamente! Não se deixe iludir ou frustrar com o ritmo de outras pessoas, foque nas suas leituras e aprendizados! 🙂